Mais sobre o mito do sucesso do socialismo Sueco

Texto de Alexandre Borges

Nesta sexta, a Rede Globo de Televisão, a maior e mais influente do país, veiculará um programa “jornalístico” inteiro para fazer propaganda de um país socialista como o ideal da humanidade. Quem acha que a Globo é “de direita” ou é ignorante ou mau caráter. Ou ambos.

O programa político travestido de jornalismo não esconde a que veio: “Globo Repórter visita a Suécia, modelo para o mundo todo” (http://glo.bo/1vMxTFf). Modelo para quem, cara pálida? O país não é modelo nem para muitos suecos que já se mostram cansados dos atrasos intermináveis em consultas médicas, no crescimento econômico pífio e no politicamente correto que impede até o combate vigoroso aos estupros, uma epidemia nacional.

A Suécia é um mito criado por socialistas “herbívoros”, aquele tipo de esquerdista que diz querer implementar o socialismo sem cortar cabeças. O país não é nada do que se propaga no resto do Ocidente, mas como é próximo do Ártico e pouca gente vai lá o mito vai se eternizando, ao menos até as redes sociais se tornarem um veículo de massa e a verdade poder ter algum espaço no debate.

Não é de hoje que parte dos socialistas, especialmente os social-democratas, usam a Suécia como uma espécie de Terra Prometida, um Shangri-La ideológico para justificar suas perversões intelectuais sem parecerem stalinistas, como se o gradualismo na implementação do socialismo fosse uma maneira de transformar essa ideologia nefasta em algo benigno e desejável.

Voltarei a esse assunto em breve, mas é bom que você já vá tomando antibióticos contra as bactérias ideológicas com que a Globo tentará infectar a população nesta sexta:

“Os mitos do Estado de Bem-estar Social da Suécia” (vídeo legendado) http://youtu.be/S6psuUt8caM

“Loch Ness Socialism” http://youtu.be/FvfHLr5aEqU

“O mito do assistencialismo escandinavo reexaminado”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=632

“Mitos vs fatos no sistema de saúde sueco: O direito de esperar”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1115

“Como o assistencialismo corrompeu a Suécia”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=113

“O estagnado socialismo sueco”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=872

“Decisão de juiz libera masturbação em público na Suécia” http://glo.bo/1vPxmlU

“Estupros coletivos entre jovens preocupam polícia na Suécia” http://bit.ly/1CI64Ty

“Decisão em julgamento de estupro coletivo causa indignação na Suécia” http://bit.ly/1zU8dFV

“Jovens da periferia queimam carros na capital da Suécia… Ué, este não era o paraíso na Terra?” http://bit.ly/1vPyJB7

“Se a Suécia causa tantas dissonâncias cognitivas nos esquerdistas (enganando também até alguns direitistas), nada melhor que a metáfora do estupro para explicar-lhes a dura realidade” http://bit.ly/1tITnyg

Anúncios

Autor: Guilherme Frederico

Produtor rural e agro empresário.

2 comentários em “Mais sobre o mito do sucesso do socialismo Sueco”

  1. Olá Guilherme e leitores,
    Li o texto e gostaria de comentá-lo.
    Não creio que a Globo seja de direita ou de esquerda.
    Vejo assim: a Globo é uma organização formada por pessoas e guiada por fortes interesses privados.Tal organização tem lá suas diretrizes, mas dentro da hierarquia ideológica há espaço para uma relativa diversidade de pontos de vista. Dentro da Globo há pessoas que se identificam com a Direita ou com a Esquerda. Os projetos que essas pessoas encampam, respeitando limites da própria organização, exibirão posicionamentos que refletem as posturas pessoais dos envolvidos, muito embora possam também mostrar “o outro lado”, o que seria sempre essencial em se tratando de jornalismo.
    A Globo é também uma organização que, poderosa e influente como afirmou, fará de tudo para se manter assim.
    Não parece algo claro de se deduzir?
    Ainda que a Globo tenha entre seus membros mais influentes e poderosos um mesmo/semelhante posicionamento político, a organização como um todo procurará agradar à lógica dominante que mais lhe oferecer “retorno”.
    Isso me parece claro.
    Restaria analisar a que tipo de interesse a Globo estaria servindo com o programa que você citou.
    Quanto às discussões entre direita, esquerda, e qual seria a “melhor” para o Brasil, creio que com boa argumentação e claro, fatos verificáveis para sustentá-las, é possível ver méritos e deméritos de ambas.
    Não creio, todavia, que acreditar que “A Esquerda” ou “A Direita” como solução p/ todos os problemas, seja algo muito diferente de estar à espera de um Messias que por obra de um grande milagre ira nos salvar a todos.
    Obrigada por oferecer essa outra visão sobre a Suécia e algumas fontes. Não poderei examinar agora, mas farei isso em outra ocasião.
    Eu sou bastante ignorante em relação à Suécia, mas ñ creio q isso seja demérito. Sempre seremos ignorantes a respeito de algo, e contanto que estejamos cônscios disso e dispostos a nos informar e refletir antes de emitirmos posicionamentos, nossa ingnorância não nos fará mal, já q nos é algo atávico em alguma medida, não?
    Tudo de melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.