Tags

, ,

Texto de Alexandre Borges

Nesta sexta, a Rede Globo de Televisão, a maior e mais influente do país, veiculará um programa “jornalístico” inteiro para fazer propaganda de um país socialista como o ideal da humanidade. Quem acha que a Globo é “de direita” ou é ignorante ou mau caráter. Ou ambos.

O programa político travestido de jornalismo não esconde a que veio: “Globo Repórter visita a Suécia, modelo para o mundo todo” (http://glo.bo/1vMxTFf). Modelo para quem, cara pálida? O país não é modelo nem para muitos suecos que já se mostram cansados dos atrasos intermináveis em consultas médicas, no crescimento econômico pífio e no politicamente correto que impede até o combate vigoroso aos estupros, uma epidemia nacional.

A Suécia é um mito criado por socialistas “herbívoros”, aquele tipo de esquerdista que diz querer implementar o socialismo sem cortar cabeças. O país não é nada do que se propaga no resto do Ocidente, mas como é próximo do Ártico e pouca gente vai lá o mito vai se eternizando, ao menos até as redes sociais se tornarem um veículo de massa e a verdade poder ter algum espaço no debate.

Não é de hoje que parte dos socialistas, especialmente os social-democratas, usam a Suécia como uma espécie de Terra Prometida, um Shangri-La ideológico para justificar suas perversões intelectuais sem parecerem stalinistas, como se o gradualismo na implementação do socialismo fosse uma maneira de transformar essa ideologia nefasta em algo benigno e desejável.

Voltarei a esse assunto em breve, mas é bom que você já vá tomando antibióticos contra as bactérias ideológicas com que a Globo tentará infectar a população nesta sexta:

“Os mitos do Estado de Bem-estar Social da Suécia” (vídeo legendado) http://youtu.be/S6psuUt8caM

“Loch Ness Socialism” http://youtu.be/FvfHLr5aEqU

“O mito do assistencialismo escandinavo reexaminado”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=632

“Mitos vs fatos no sistema de saúde sueco: O direito de esperar”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1115

“Como o assistencialismo corrompeu a Suécia”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=113

“O estagnado socialismo sueco”
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=872

“Decisão de juiz libera masturbação em público na Suécia” http://glo.bo/1vPxmlU

“Estupros coletivos entre jovens preocupam polícia na Suécia” http://bit.ly/1CI64Ty

“Decisão em julgamento de estupro coletivo causa indignação na Suécia” http://bit.ly/1zU8dFV

“Jovens da periferia queimam carros na capital da Suécia… Ué, este não era o paraíso na Terra?” http://bit.ly/1vPyJB7

“Se a Suécia causa tantas dissonâncias cognitivas nos esquerdistas (enganando também até alguns direitistas), nada melhor que a metáfora do estupro para explicar-lhes a dura realidade” http://bit.ly/1tITnyg