10 anos sem Ronald Reagan

564002_394957337227652_1118083359_n

Conselhos de Ronald Reagan:

Eu sinto saudades deste grande homem! Se nós não tivermos outro como ele em breve, a América estará condenada!

O ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, morreu há dez anos atrás em 5 de junho. Enquanto conduziu o povo americano (1981-1989) a economia dos EUA cresceu, o líder da União Soviética Mikhail Gorbachev epicamente derrubou o Muro de Berlim, e Reagan ganhou o título de “O Grande Comunicador “.

Apesar de ser um ator, ex-governador de dois mandatos da Califórnia, presidente de sindicato, e Democrata registrado (até meados dos anos 1950), ele finalmente começou a abraçar valores conservadores em função de que esses eram realmente eficazes. Reagan reconheceu que o mundo se tornou muito complexo para respostas “simples”. Ele reconheceu e abraçou as políticas que funcionam.

Se o quadragésimo presidente estivesse vivo hoje, ele poderia oferecer ao povo americano estes lembretes:

1) Excesso de poder Governamental:

“As palavras mais terríveis em Inglês são: Eu sou do governo e estou aqui para te ajudar.”

2) Desigualdade:

“O sonho americano não é que todo homem deva estar no mesmo nível de seu semelhante. O sonho americano é que cada homem deve ser livre para se tornar tudo o que Deus queira que ele se torne “.

3) Política Externa:

“Nós mantemos a paz através de nossa força; a fraqueza é apenas um convite a agressão”.

4) Aborto:

“Tenho notado que todos os que são a favor do aborto já nasceram.”

5) O Estado de Bem Estar Social:

“O propósito dos programas de bem-estar social devem ser a eliminação, o quanto antes possível, da necessidade de sua própria existência.”

6) Empreendedorismo:

“Não há grandes limites para o crescimento, porque não há limites para inteligência humana, para imaginação, e para os sonhos.”

7) A dívida nacional:

“Não temos uma dívida de trilhões de dólares porque não tributamos o suficiente; temos uma dívida de trilhões de dólares porque gastamos demais.”

8) Imigração:

“Uma nação que não consegue controlar suas fronteiras não é uma nação.”

9) Liberdade:

“A liberdade nunca esta mais do que uma geração de sua extinção. Nós não passamos ela para os nossos filhos hereditariamente. Devemos lutar por ela, protegê-la e entregá-la para que eles façam o mesmo “.

10) Liderança:

“O grande líder não é necessariamente aquele que faz grandes coisas. O grande líder é aquele que estimula as pessoas a fazerem grandes coisas.”

Reminders from Ronald Reagan

Anúncios

Autor: Guilherme Frederico

Produtor rural e agro empresário.

6 comentários em “10 anos sem Ronald Reagan”

    1. por qual motivo Carlos? Uma nação que nao tem fronteiras não é uma nação… é a casa da mãe Joana, onde todo criminoso vaai agir livre para entrar e sair, roubar, traficar.

      Imagine uma casa sem portas, sem muros, sem segurança?!

      1. Mas não imagino as casas sem proteção. O problema que vejo é alguém querer mandar na casa de tanta gente num espaço do tamanho dos EUA ou do Brasil e dizer que eu não posso aceitar um estrangeiro em minhas propriedades. Quanto a criminosos não respeitando os muros das casas temos isto agora. O problema é a insegurança, o desrespeitos às leis. Não tanto as fronteiras. Ainda mais com fronteiras tão amplas quanto as brasileiras e as americanas. Nessas os criminosos não precisam sair e entrar a todo momento. O problema maior é não haver consequências que façam o crime não compensar. Em nossas fronteiras o ditado “o crime não compensa” está desatualizadíssimo. Que problemas um bandido pode ter se não encontrar com outro bandido?

  1. “Não há grandes limites para o crescimento, porque não há limites para inteligência humana, para imaginação, e para os sonhos.”
    isso daqui está longe de se concretizar no mundo real, pois não existe nenhum sistema econômico, político, social, religioso, que permite a livre iniciativa da inteligência humana que lhe permite levar a um crescimento ilimitado; toda a liberdade humana, no sentido do conhecimento científico, é sempre cerceada por qualquer condicionante em qualquer sistema, seja, na patrulha ideológica socialista, seja na pretensa liberdade do liberalismo econômico, seja no estado sanguessuga e comodista do welfare state, seja no conservadorismo aristocrático.

    1. Que tempos os atuais! Chamam qualquer reclamação verborrágica de crítica!
      Quanto a crítica ausente ao socialismo e ao welfare state, ela é bem óbvia e por vez desnecessário. Não precisa fazê-la aqui. Mas gostaria de ver a crítica que tens ao liberalismo e ao conservadorismo quanto a não permitirem a livre iniciativa e o desenvolvimento da humanidade.

  2. Excelente post e muito bem compilado! Concordo com todas as afirmações! Mas se é difícil um outro Ronald Reagan na América do Norte, quiçá no Brasil!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s