Tags

, , , , , , ,

Ao saber do preço do novo Playstation, os geeks de esquerda já abriram o bocão para reclamar. Não contentes em sua insaciável busca por uma vida burguesa cheia de luxos capitalistas – o preço do console é maior que o de um carro usado tipo Fiat Uno 89 – eles culpam o mercado e o capitalismo pelo alto preço.

Mas, convenhamos, que tipo de retardado acha que capitalistas malvadões gostam de lucrar menos no exterior do que aqui em Selva Brasilis?

clarion_o_idiota

Este tipo.

Como é de praxe, o console será lançado em vários e vários países. Por que capitalista malvado bom é aquele que explora em qualquer lugar do mundo e tá pouco se lixando se você é preto, branco ou amarelo porque o que interessa é o dólar, que é verde. E é claro que nos outros países o console vai ser mais barato. E é claro que a culpa é da porra do imposto.

Se você duvida, cético cartesiano, pode fazer uma pequena pesquisa sobre os impostos incidentes sobre eletrônicos importados. Exceto se você for o Clarion, porque nesse caso você pode continuar afirmando coisas retardadas sem provar porra nenhuma.

Para que as empresas tragam videogames ao Brasil, pagam-se tributos federais de imposto de importação, Pis, Cofins e IPI (imposto sobre produtos industrializados), MAIS impostos estaduais como ICMS. É por isso meu amigo que os videogames chegam à sua casa com 164% do seu valor taxado em impostos. Ou seja: um PS4 nos EUA custa U$400 mas chega aqui custando U$1850. Se os capitalistas malvados do Brasil fossem burros o suficiente para vender o PS4 sem obter nada de lucro com as vendas nem pagar fretes ou qualquer outra operação logística transportando tudo pela força do pensamento, ainda assim ele seria vendido por mais de R$2000. Ou seja, continuaria infinitamente mais caro que nos EUA e na Europa.

Se você quer um comparativo que exemplifica bem a causa do problema, vamos falar de liberdade econômica. Em matéria do G1, além da descrição das taxas que incidem sobre o PS4 foi feita uma comparação de preço com outros países. É claro que a opção foi pelos países mais desenvolvidos onde se notam duas coisas: a maioria destes países venderá o PS4 a um preço muito mais barato, e, também, estes países são muito mais economicamente livres que o Brasil. Claro, existem exceções, mas é impossível negar a correlação entre as duas coisas:

PS4_liberdade

E aí, nerdzão, vai chorá?


Fontes dos dados: