Tags

,

Esta ai, a serpente botou o seu ovo, fruto do “cruzamento” entre Eduardo Campos e Marina Silva.

A “ex” PTista de longa data que saiu do PT, mas o PT nunca saiu dela, e o ex Ministro do governo Dilma que não deixa de ser base alugada, uniram interesses suspeitos no Partido Socialista de Eduardo Campos, com isso temos duas versões do PT disputando a mesma eleição, seis ou meia duzia, sendo que essa meia duzia parece que pode conseguir ser pior que o 6, visto que representa o PT dos anos 90.

Como disse Rodrigo Constantino em seu artigo Consenso progressivo. Ou: De Thatcher para Marina Silva, faço minhas as palavras dele:

Não tolero o tom messiânico de Marina, que olha os demais de cima, com ar de superioridade pois não faz parte “disso que está aí”. É mentira, claro. Foi do PT por 30 anos, ministra do governo de Lula, e é animal político e partidário como os demais. Só que convence a esquerda caviar de que paira acima do bem e do mal, com sua capa verde (de perto está mais para avermelhada). Um amigo meu, filósofo, cunhou o apelido “Morena da Selva” para descrevê-la.

Fica o alerta, o direito de propriedade vai ser enterrado de vez caso esses dois cheguem ao poder, vão transformar o Brasil em um imenso “paraíso ecoterrorista”, onde todas aquelas utopias pregadas por “Ong’s” globalistas, Al Gore e Funai se tornaram a triste realidade. Eduardo Campos ja diz endossar a politica “ambiental” de Marina Silva.

Espero muito estar enganado, mas é isto que mostram os fatos, caso esse ovo eclodir teremos um serpente hibrida pronta a dar o bote no estado de direito.

Marina Silva quer sepultar a velha república ao lado do cara que nomeia a mãe para o Tribunal de Contas.

Guilherme Macalossi.

Marina Silva decide filiar-se ao PSB, de Eduardo Campos

Marina filia-se PSB e diz que Campos é o candidato

Marina Silva: “O que penso sobre…”

Campos e Marina mantiveram ‘agenda secreta’