Em Defesa do Masculinismo

Esclarecimento do ‘consermangina’ aos paladinos da Real: partindo do princípio que escrevo para adultos, acho desnecessário informar que o artigo se trata de uma sátira quando o seu conteúdo deixa isto óbvio. Mantida a animosidade cordial e bem-humorada, mimimis a parte, podem criar quantas combinações puderem imaginar entre as palavras conservador, liberal e mangina. Até recomendo algumas que talvez queiram usar: liberal-manginismo, conservador-manginismo, manginacon, manginalib, liberagina, conservagina, libermangina, etc.


Se você é homem e está cansado da promiscuidade feminina engendrada pelo feminismo mas não quer abrir mão da tradicional promiscuidade masculina, o masculinismo é a ideologia de gênero feita para você. Chega de ficar na friendzone com cara de bunda sem comer ninguém, una-se à legião da real e reavive o poder macho que existe em você!

Se você não sabe o que o masculinismo brasileiro é, este artigo elucidará para você as três principais vertentes deste robusto sistema político-filosófico e o que você pode aprender com cada uma delas.


As três principais vertentes do masculinismo tropical são as seguintes:

Masculinismo Catreano – O representante honoris causa do emergente masculinismo nas periferias cariocas é Mister Catra. Polígamo e pródigo reprodutor, tem três esposas e vinte filhos. Sua vida artística não destoa de seus inabaláveis princípios:

Passa nela, passa nela , passa o pau na cara dela
Passa nela, passa nela, passa na cara dela, na cara, na cara
Na cara, na cara dela .
Passa nela, passa nela, passa na cara dela,
Passa nela, passa nela , passa na cara dela , passa na cara, na cara , na cara,
Na cara dela

Também não esquece de reafirmar a natural e legítima autoridade dos homens sobre as mulheres, pois é para o patrão (no caso das que tem emprego porque estão solteiras) que elas devem ceder, como fica bem explícito no trecho “ela dá pra nóis que nóis é patrão”.

A principal contribuição do masculinismo catreano é a reafirmação de um direito masculino já quase esquecido que é o de ter quantas mulheres lhe aprouver, bem como o másculo dever de legar para a posteridade uma grande leva de descendentes para honrar o nome da família.

Masculinismo Wilkeriano – Popularizado por José Wilker, quando interpretou o ícone masculinista Coronel Jesuíno da novela Gabriela, apesar de todo mundo saber que macho que se presta não assiste novela. O típico pater familias é um exemplo de homem linha-dura que não dá o braço a torcer para ninguém, bota a esposa no seu devido lugar – que é o do cumprimento do dever matrimonial – e manda matar os seus desafetos.

O legado do masculinismo wilkeriano é a recolocação do homem no seu merecido lugar que é o de chefe de família e senhor de sua mulher, bem como a reafirmação do seu direito a legítima vingança em defesa da honra.

Masculinismo Magaliano – Ressurgido das cinzas dos anos 70, esta figura representa o autêntico latin lover descompromissado e conquistador. O típico “galinha” e “cachorro” pelo qual as mulheres amam ser enganadas nos traz de volta velhas noções de conquista, e habilidades notoriamente necessárias para a predação sexual como a dança, a camuflagem e a preparação das armadilhas (vulgo “clima romântico”).

Sua herança para o masculinismo é mais prática que teórica, uma vez que encarnou o arquétipo do sedutor latino, romântico e violento.

Conclusão
Agora que você já tem os modelos masculinos nos quais se espelhar e está decidido a deixar de ser um mangina, é só começar a meter a real na mulherada. Se não funcionar, culpe o feminismo.

Anúncios

Autor: Renan Felipe dos Santos

Indie Game Localizer.

17 comentários em “Em Defesa do Masculinismo”

  1. Muitos no masculinismo moderno agem desta forma. O que é uma deturpação do conceito verdadeiro de masculinismo, que é a aceitação das diferenças de gênero nos papeis sociais.

  2. Defecou pelo teclado em colega, misturar a Real como catra, magal, wilker? Na próxima vez que for dar um cagaço assim pelo teclado, procure acompanhar o fórum da Real, para saber do que se trata, é muito feio um cara que se diz de Direita ficar falando merda sobre algo que não sabe, passe uns meses acompanhado lá, lendo os assuntos, ai depois vc dá sua opinião.

    flw

      1. “O feminismo, quando surgiu, era um movimento legítimo que buscava a igualdade de direitos políticos entre homens e mulheres.”

        Já errou aqui..

        Acho que vou ter que tirar o termo conservagina.. Talvez esse blog não tenha nada de conservadorismo.. Já a Real, é conservadora.

        BTW.. Que confusão você fez aqui, hein? Misturar Real com masculinismo… Não somos masculinistas. Alguns membros são. Eu, por exemplo, não sou.. Não é porque concordo com alguns textos de Paul Elam ou Warren Farrel que vou ser masculinista. O foco maior da Real é conservadorismo. Respeitamos os membros que gostam de masculinismo, mas nossa proposta é outra. Estudamos várias coisas. Eu mesmo, tenho focado minhas leituras esse ano somente em Chesterton, Mises, Hayek, Felipe Aquino, Ayn Rand e Peter Kreeft.

        Essa sua definição de Real não é muito diferente da definição que os blogs feministas fazem

      1. Também não me identifico, como faz? Estou começando a achar que sua sátira tem outros motivos já que não abrange a realidade

  3. O autor entende tanto de masculinismo quanto o Tiririca entende de Relatividade do Einstein. rsrs

    NENHUM destes caras que ele citou (Chuck Norris, Clint Eastwood, Charles Bronson) é masculinista.
    Quer saber o que é masculinismo? Já ouviu falar em Belfort Bax, Warren Farrell, Paul Elam? Não?

    A Real nao tem nada a ver com Mr. Catra, ou ensinar os homens e a ser alfas pegadores. A Real para os homens entender a natureza das mulheres e como lidar com elas. E a Real não trata de relacionamentos. A Real estimula o DESENVOLVIMENTO PESSOAL do homem, como sair da timidez. A Real já salvou várias vidas.

    Quanto ao feminismo, é errado dizer que nas suas origens, lutava apenas pelos direitos civis das mulheres. O feminismo É e SEMPRE FOI um movimento de gordas solteironas mal amadas e lésbicas misândricas. SEMPRE foi. Sempre defendeu o assassinato de embriões e fetos indefesos. Margaret Sanger, só para citar um exemplo, pregava a eugenia através aborto e o uso de drogas abortivas. Ou seja, uma NAZISTA. Para se informar melhor sobre a História do feminismo, sugiro ao autor ler estes textos do Rothbard (que se revira no tumulo com estes libertários politicamente corretos de hj):

    http://www.lewrockwell.com/rothbard/rothbard4.html

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1292

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1496

  4. O autor entende tanto de masculinismo quanto o Tiririca entende de Relatividade do Einstein. rsrs

    NENHUM destes caras que ele citou (Chuck Norris, Clint Eastwood, Charles Bronson) é masculinista.
    Quer saber o que é masculinismo? Já ouviu falar em Belfort Bax, Warren Farrell, Paul Elam? Não?

    A Real nao tem nada a ver com Mr. Catra, ou ensinar os homens e a ser alfas pegadores. A Real para os homens entender a natureza das mulheres e como lidar com elas. E a Real não trata apenas de relacionamentos. A Real estimula o DESENVOLVIMENTO PESSOAL do homem, como por exemplo, como sair da timidez, como ser bem sucedido profissionalmente, como poupar. Os homens de hoje em dia só se preocupam em torrar em baladas e mulheres. Não se preocupam com o proprio futuro. O guerreiro da real não é como estes derrotados. Entao a Real é DESENVOLVIMENTO PESSOAL. É AGREGAR VALOR AO HOMEM para que ele não seja mais um zé-ninguém baladeiro que passa a juventude torrando dinheiro com mulher.

    Quanto ao feminismo, é errado dizer que nas suas origens, lutava apenas pelos direitos civis das mulheres. O feminismo É e SEMPRE FOI um movimento de gordas solteironas mal amadas e lésbicas misândricas. SEMPRE foi. Sempre defendeu o assassinato de embriões e fetos indefesos. Margaret Sanger, só para citar um exemplo, pregava a eugenia através aborto e o uso de drogas abortivas. Ou seja, uma NAZISTA. Para se informar melhor sobre a História do feminismo, sugiro ao autor ler estes textos do Rothbard (que se revira no tumulo com estes libertários politicamente corretos de hj):

    http://www.lewrockwell.com/rothbard/rothbard4.html

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1292

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1496

    Seu comentário está aguardando moderação.

  5. Olá amigo

    Magal não serve, pois admitiu que transa com homem.

    O masculinismo é basicamente a defesa do homem heterossexual contra a misandria da sociedade moderna, que quer anulá-lo socialmente e torná-lo submisso aos interesses de mulheres e homossexuais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.