Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Hoje comemoramos com todos os brasileiros o Dia da Independência. Há 190 anos (1822), Dom Pedro, então Príncipe Real e Herdeiro do Trono do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, proclamou a Independência do Brasil com relação ao restante do Reino no episódio que ficou conhecido como o Grito do Ipiranga.

O episódio viria a se somar ao “Dia do Fico” (9 de janeiro de 1822) e ao “Cumpra-se” (maio do mesmo ano). O Dia do Fico ocorreu quando Dom Pedro desobedeceu às Cortes Portuguesas que exigiam sua volta à Portugal, e o Cumpra-se quando a cisão entre Dom Pedro e as Cortes aprofundou-se por uma determinação do Regente: a de que qualquer decreto das Cortes só poderia ser executado mediante o “Cumpra-se” assinado por ele. Isto equivalia a conferir plena soberania ao Brasil.

Ao voltar de Santos a 7 de setembro, estando às margens do riacho Ipiranga, Dom Pedro recebeu uma carta com ordens de seu pai, o Rei Dom João VI, para retornar a Portugal e submeter-se ao rei e às Cortes. Outras duas cartas vieram juntas: uma de José Bonifácio, que aconselhava Dom Pedro a romper com Portugal, outra da sua esposa Maria Leopoldina da Áustria, apoiando a decisão do ministro e advertindo: “O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece“.

Impelido pelas circunstâncias, Dom Pedro I pronunciou o famoso Grito do Ipiranga: “Independência ou Morte!“, rompendo os laços de união política com Portugal.

Isto culminou em um longo processo da emancipação. A 12 de outubro de 1822, o Príncipe foi aclamado Imperador com o título de Dom Pedro I, sendo coroado em 1º de dezembro na então capital do Império, a cidade de Rio de Janeiro. Dom Pedro I ainda teria de enfrentar uma guerra contra as forças portuguesas para consolidar a Independência do Brasil: a Guerra de Independência envolveu cerca de vinte e sete mil homens do lado brasileiro e dezoito mil homens do lado português. Travada desde antes do Grito do Ipiranga, a guerra se estenderia de 18 de fevereiro de 1822 a 8 de março de 1824 e custaria a vida de duas a três mil pessoas. A paz entre Brasil e Portugal foi finalmente firmada em 29 de agosto de 1825.