Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Esse vídeo abaixo mostra a realidade da China, considerada na área esportiva uma grande potência mundial. Esse “sucesso” se dá devido ao projeto 119, criado pelo governo chinês com a finalidade de formar “campeões” nos esportes de desempenho individual nos quais o país nunca teve muita tradição.

O projeto 119 foi criado em 2002 e este nome se dá devido ao número de medalhas que o país pretende conquistar. O projeto foi inspirado no modelo soviético e recebe verbas estatais.

Nesse momento o leitor deve estar se perguntando: Mas se a prática de esportes é uma atitude saudável, que mal há nisso?

Em primeiro lugar, quero responder o que países como China e Cuba recebem quando um de seus atletas ganha uma competição esportiva.

Para o governo chinês medalha é dinheiro, afinal um ouro equivale a mil pratas. Fora os bônus em dinheiro que são concedidos a cada ouro ganho. Os vencedores mais célebres podem receber bônus de até USD 150.000,00 (Cento e cinquenta mil dólares), ou seja, não passa de um lucrativo negócio. Ai o leitor pode questionar: Mas que mal há, pois se entra dinheiro pro país todos são beneficiados?

O problema é que o preço que se paga por isso é alto. As crianças são afastadas de suas famílias desde os três anos de idade e são submetidas a treinamentos que associam rotinas exaustivas de dor e humilhação. Estas crianças são recrutadas de acordo com o seu tipo corporal, lembrando práticas nazistas. O esporte para elas não significa prazer. Pra elas só interessa ganhar, pois caso percam, podem sofrer punições por parte do governo, a vitória não vem por AMOR À PÁTRIA como muitas pessoas defendem. A vitória vem pelo MEDO.

O vídeo postado abaixo mostra o que realmente acontece por lá. Assistam, pois é muito bom.