Tags

, , , , , , , , , , , , , ,

Eu estava vendo uma dessas matérias sobre a Eurocopa (torneio de seleções europeias) e a edição desse ano terá como sede dois países do antigo bloco socialista, Polônia e Ucrânia. Em uma parte da matéria, mostraram a história recente da Polônia e a história de Lech Walesa. Na hora me recordei de uma entrevista que ele deu ao Jornal Nacional há alguns anos atrás e achei interessante postá-la no blog.

A entrevista fazia um paralelo entre as respostas dadas por Walesa em 1989 (auge do Sindicato Solidariedade) e ano da matéria (2005). Lech muito bem articulado respondeu as perguntas de Pedro Bial e mesmo que em poucas palavras deu uma “aula” sobre o sistema capitalista (livre-mercado) e o comunista. (OBS: Tolerem o institucionalíssimo da rede-globo)

Entrevista:

Gostaria de salientar alguns trechos do Walesa: quando ele comenta que o sistema Capitalista é ruim mas não se inventou nada melhor e quando relembra que na Polônia comunista todos eram iguais na pobreza,  que a liberdade criou grandes diferenças. Walesa mostra a principal diferença entre o capitalismo (livre-mercado) e o comunismo, no livre-mercado as pessoas são livres, livres para melhorar suas vidas e correr atrás de seus objetivos, já no comunismo, todos são obrigados a ser pobres, os grilhões do Estado prendem o indivíduo numa eterna situação de pobreza.

Por último, quando o ex-operário mostra sua principal diferença em relação a Lula, ele usa uma metáfora (bem melhor que as do Lula) para explicar as intenções de cada um. É simples: sistema de livre-mercado é algo frágil e complexo, qualquer variação ou interferência externa pode fazer todo um sistema sucumbir. Já o comunismo é algo simples, basta uma única intervenção externa e voilà.