Como funciona o sistema eleitoral americano

A maior diferença entre o sistema eleitoral americano e o Brasileiro é, sem dúvida, o fato do sistema americano eleger o presidente através de colégios eleitorais, enquanto o sistema brasileiro elege através de eleições majoritárias. Além de complexo, o sistema americano dá brecha para que um candidato que não obteve a maioria dos votos populares seja eleito. Isso aconteceu algumas vezes, por exemplo, no ano de 2000 quando mesmo Al Gore tendo a maioria dos votos populares perdeu a eleição pra George W. Bush.

Nos Estados Unidos o presidente é eleito por votos indiretos, através de colégios eleitorais como já dito anteriormente. O colégio eleitoral sim é escolhido por meio de votação popular. Cada um dos 50 estados americanos tem um número de delegados que geralmente é igual ao número de representantes que o estado tem nas duas casas do congresso, o senado e a câmara. O número mínimo de delegados por estado é de 3 (três) e o máximo de 55 (cinquenta e cinco). Os EUA no total conta com 538 integrantes do colégio eleitoral. Então para conseguir se eleger, o candidato deve ter no mínimo 270 votos de colégios eleitorais. Os delegados estaduais são escolhidos pelo voto de militantes e membros dos partidos em cada estado.

Trocando em miúdos é como se cada estado dos EUA votasse pra presidente. Porém, para complicar um pouquinho, os estados tem peso diferente, por exemplo: um estado como a Califórnia tem direito a 55 delegados, ou seja, 55 votos, enquanto um estado como a Dakota do Sul só tem direito a 3 votos.Você acha que já entendeu? Bom, agora vem ai mais uma curiosidade. Se hipoteticamente um estado que tem direito a 55 delegados, como a Califórnia, 28 votos são para o candidato A e 27 para o candidato B, na contagem final dos colégios eleitorais, o colégio da Califórnia contribui com 55 votos pro candidato A, que foi o vencedor naquele estado, esse sistema é conhecido nos EUA como “the winner takes it all” (o vencedor leva tudo).

Não podemos esquecer também dos candidatos independentes que não são filiados em partidos políticos e que podem sim, afetar no resultado da eleição, pois se nenhum candidato obter o mínimo de 270 votos de colégio eleitoral, os três candidatos que receberam mais votos disputam uma nova eleição, só que não mais sendo escolhidos por colégios eleitorais e sim pela câmara de representantes onde cada estado tem um voto.

No próximo post explicarei como funcionam as primárias.

Anúncios

Autor: Rafaela Santos Jacintho

"Posso não concordar com nem uma das palavras que me diz, mas lutarei até com minha vida se preciso for, para que tenhas o direito de dizê-las".

5 comentários em “Como funciona o sistema eleitoral americano”

  1. Observações sobre o artigo:

    Essa questão que se refere a voto majoritário nos EUA cria uma falsa impressão que o “vencedor” perdeu, mas não é assim.

    Como o país leva a serio a constituição e o pacto federalista (estados autônomos e união criando apenas regras gerais) cada estado elege majoritariamente o presidente sendo que o candidato que tiver maior numero de votos totais em cada estado leva seus respectivos delegados.

    Que no final é sim um sistema de voto majoritário.

    Outro aspecto sobre os delegados e da questão proporcional, cada estado tem um numero de delegados proporcional a população e ou “tamanho” do estado.

    Por exemplo, nada mais justo que um estado que tenha 20% da população, 20% do PIB dentre outros fatores tenha 20% de peso eleitoral no numero delegados.

    Isso se deve ao sistema federalista que é extremamente salutar para democracia.

  2. Não entendi muito bem como os delegados representa os votos de cada distrito , la é feito assim dentro de um distrito tem um delegado e nesse distrito tem o candidato A e o candidato B assim que tem a eleição é o candidato A exemplo vencer o delegado vai representar ele ???/

    1. David, assim q possivel vou tentar esclarecer sua dúvida. Talvez eu tenha que escrever ate um artigo se for possível. Mas não se preocupe que vou tentar esclarecer.

    2. Bom, vou tentar explicar. Cada estado tem direito a um numero de delegados que varia de 3 a 55. Esses delegados tem direito a escolher o candidato A ou B. Porém, se um estado X, por exemplo, tem 55 delegados, sendo q 28 deles votaram no candidato A e 27 no candidato B, todos os votos, os 55 vão pro candidato A. No final faz se a contagem do total de delegados que cada candidato teve, obtendo-se assim um resultado. Quanto mais delegados tiver um estado, maior será seu peso na decisão. Mais agora dúvida, David?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s